25 anos depois, traçam-se as linhas do futuro da Prévoir

20/09/2021

O dia 17 de setembro de 1996 é uma data incontornável para a Prévoir Portugal. Por breves anos em Braga, onde tudo começou e mais tarde depois com a instalação da sua sede no Porto. Volvidos 25 anos, foi o momento de se fazer o balanço e dar a conhecer as orientações para os próximos anos. Um evento híbrido, a decorrer na Fundação Cupertino de Miranda com transmissão online, permitiu reunir figuras de referência na área dos seguros, bem como parceiros de negócio e colaboradores. 

A cerimónia contou em placo com a Presidente do Groupe Prévoir Patricia Lacoste, com o Diretor de Desenvolvimento Internacional, Khamsaya Soukhavong e com o Mandatário Geral da Companhia em Portugal, Luiz Ferraz. 

No início do evento a palavra foi, também, dada ao Presidente da Associação Portuguesa de Seguradoras, José Galamba de Oliveira, que realçou as diversas oportunidades que o setor tem, neste momento, em aberto. 

A Prévoir Portugal é a sucursal do centenário grupo Francês com melhores resultados ao nível internacional, para os quais contribui a “estabilidade excecional da equipa de gestão”, destaca a Madame Patricia Lacoste. 

Num momento de transformação da Prévoir e da sua expansão da atividade noutros ramos, Luiz Ferraz demonstrou, no seu discurso, o crescimento sólido e rentável da Companhia e as linhas orientadoras para os próximos anos. 

Hoje nasce o futuro” foi o mote de toda a manhã, onde não foram esquecidos os colaboradores mais antigos da empresa – alvo de uma sentida homenagem, bem como os momentos de descontração - com o mágico Mário Daniel – e a apresentação das ações de incentivo à rede comercial. 

Antes do término da sessão online, cantaram-se os Parabéns à Prévoir Portugal. Presencialmente, os participantes ainda foram encaminhados para uma sessão de fotos no exterior e uma ação surpresa, a que se seguiu um almoço convívio no mesmo local. 
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço.
Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.